> > Sono na terceira idade

Sono na terceira idade

Conforme a idade vai passando, os padrões do sono vão se alterando e ficando cada vez mais leves e suaves. Quando recém nascidos, dormimos cerca de 14 a 17 horas por dia, já o sono na terceira idade pode ser em torno de 7 horas diárias e, durante essas poucas horas, podem ocorrem diversas interrupções durante a noite e prejudicar o alcance do sono profundo.

São diversas coisas que mudam no nosso organismo durante o tempo, com o passar da idade até mesmo o sono vai se modificando. As pessoas mais velhas começam a ter sono mais cedo e acordam mais cedo também, é comum que, durante a noite, o sono não alcance a fase de sono profundo e, assim, despertar inúmeras vezes antes da hora de levantar.

Uma coisa bem comum é ver os idosos tirando alguns cochilos durante o dia, o que é normal, tendo em vista que não dormem a noite tão bem quanto deveria.

Outra alteração do sono na terceira idade é em relação a melatonina, o hormônio do sono, que tem sua produção reduzida em até metade quando comparada a um jovem adulto.

RISCOS DA FALTA DE SONO

Da mesma forma que uma noite bem dormida traz vários benefícios, uma noite mal dormida pode acarretar nos malefícios do sono, principalmente quando trata do sono na terceira idade, por isso é de extrema importância cuidar da qualidade do sono e certificar que está fazendo bem para seu organismo, independentemente da idade.

São inúmeros os motivos que tiram o nosso precioso sono, pode ser por preocupações e estresse do dia a dia, pode ser por virar a noite trabalhando, por trocar a noite pelo dia e diversos motivos. Na terceira idade é ainda mais importante cuidar da qualidade do sono, quanto melhor for a noite de sono, mais disposição e saudável será o idoso.

Estudos relacionados ao sono comprovaram que aqueles que dormem bem vivem mais e consideram que o sono é um dos principais fatores determinantes da longevidade, mais que uma alimentação saudável.

Uma noite mal dormida pode trazer problemas como:

  • ALTERAÇÃO DE HUMOR

Quando não se tem uma quantidade adequada de sono, insônia ou acorda inúmeras vezes durante a noite, o corpo descarrega a chamada noradrenalina, e isso faz com que todo o organismo fique desregulado. Com isso, altera a frequência cardíaca e respiratória, fazendo com que o corpo fique alerta ao invés de descansar, fazendo com que o humor se altere causando irritação e estresse.

  • FALTA DE ATENÇÃO, RACIOCÍNIO E MEMÓRIA

Quem dorme mal, possui uma capacidade de concentração menor, devido a irritabilidade e o cansaço durante o dia, assim fica mais difícil de produzir um raciocínio adequado, o que dificulta a atenção. Além disso, a memória fica prejudicada, pois é durante a noite que se tem o descarregamento do cérebro, onde apenas as memórias importantes ficam armazenadas no consciente, quando não descansa bem, não é feita essa limpeza e por isso prejudica a memória.

  • BAIXO RENDIMENTO IMUNOLÓGICO

Quando não se dorme da forma devida, os anticorpos entendem que há algo errado no corpo e atuam de forma a proteger o corpo de males, porem não há nada a ser combatido e, assim, há um gasto indevido de anticorpos, provocando a queda de imunidade e deixando a pessoa que se priva do sono propicia a ter mais doenças.

  • RISCO DE DERRAME

Em regra, o risco de derrame está associado a fatores genéticos e à obesidade, mas pode ser influenciado pela falta de sono. Uma pessoa que dorme menos de 6 horas pode noite possui 4 vezes mais risco de sofrer um derrame.

  • RISCO DE DOENÇAS CARDÍACAS

As noites que não tem um sono proveitoso pode aumentar o risco de desenvolver doenças do coração crônicas, pois pode ser produzidos mais hormônios e substancias que levam ao aumento da pressão arterial.

A pressão arterial durante o dia tende a ser mais alta do que enquanto dorme, pois quando o corpo está de repouso a pressão baixa naturalmente. Quando a pessoa tem insônia ou dorme pouco, como no caso do idoso pode significar que a pressão não está baixando como deveria.

  • RISCO DE CÂNCER

Não dormir o suficiente pode aumentar o risco de alguns tipos de câncer, já que os pólipos costumam aparecer com mais frequência em pessoas que dormem menos de 6 horas por noite regularmente.

EXCESSO DE SONO

Mas não pense que apenas a falta de sono pode trazer problemas para a saúde do idoso, o excesso de sono na terceira idade também pode ser um indicador de que algo diferente pode estar acontecendo na pressão do sangue e, assim, causando mais sono do que normalmente teria.

CUIDADOS COM O SONO NA TERCEIRA IDADE

Apesar de nosso organismo mudar bastante quando chegamos à terceira idade, existem maneiras de cuidar do sono e melhorar sua qualidade para que ajude na disposição do dia a dia e previna de futuras doenças que podem aparecer por decorrência do sono mal aproveitado. Abaixo tem algumas dicas para mudar seus hábitos e cuidar do sono na terceira idade, confira:

  • Sempre revise, com um médico, o uso de seus medicamentos;
  • Mantenha um ambiente escuro e silencioso na hora de dormir;
  • Evite a presença de aparelho televisivo, rádio ou qualquer aparelho eletrônico;
  • Evite o uso de álcool, café, chá, cigarros, próximos da hora de dormir;
  • Evite também a ingestão de grandes quantidades de líquidos, pois a vontade de ir ao banheiro durante a noite pode diminuir, assim como refeições copiosas;
  • Não leve os problemas para a cama, deixe suas preocupações na sala. Certamente o que não foi resolvido até este momento poderá esperar o amanhecer. Durma sempre de cabeça vazia;
  • Tire um cochilo após o almoço, vinte a trinta minutos são suficientes para descansar o corpo, mas depois evite outros cochilos durante o dia;
  • Mantenha o quarto arejado e aberto durante o dia;
  • Preserve seu bem-estar, depressão, isolamento, ansiedade, tudo isso pode causar insônia, procure ajuda profissional quando necessário;
  • No caso de levantar-se várias vezes para ir ao banheiro, mantenha iluminado o trajeto até o seu banheiro – iluminação baixa pode ser muito útil. Retire tapetes soltos e use chinelo com solado antiderrapante. Não caminhe de meias. O risco de quedas e fraturas é muito grande nesta situação;
  • Cultive o seu bem estar. Procure amizades e atividades para preencher ser dia. Depressão, isolamento e ansiedade causam insônia;
  • Exercite-se, isso melhorará a qualidade do sono e sua rotina do dia-a-dia. Apesar de muitos acharem que após uma certa idade não precisa mais de exercícios físicos, isso não está certo, os exercícios trazem benefícios a todas as idades e ajudam muito na qualidade do sono.

Independente da idade, cuidar do bem estar e da saúde é algo importantíssimo, o sono na terceira idade é um assunto que precisa de bastante atenção. Caso não consiga dormir bem, procure alterar seus hábitos em prol de uma noite bem dormida, caso ainda assim não consiga procure um médico para que ele possa indicar a melhor forma de dormir bem e garantir uma melhora para suas noites de sono.

10/10/2018|Categories: Curiosidades|


Posts relacionados

Pets na cama

Um hábito que vem se tornando cada vez mais frequente e comum é o fato de colocar os pets na cama de seus donos. Os animais nunca fizeram tão parte...

Composição do Sono

Durante a noite de sono, passamos por diferentes fases do sono e cada uma dessas fases realiza uma atividade que é fundamental para o funcionamento correto do organismo. A duração...

Reparos durante o sono

Não pense que dormir tem apenas a função de reparar o cansaço, quando se tem uma boa noite de repouso, consegue alcançar vários benefícios do sono e ter um dia...

Quer conhecer mais sobre a tecnologia da Sono Quality, que proporciona mais saúde e qualidade de vida? Então, agende uma visita com um de nossos especialistas.

Quer ter uma história de sucesso?

Seja um representante Sonoquality